Projeto social da Empresa de Energia Cachoeira Caldeirão beneficiou mais de 1.300 estudantes do Amapá em 2019

 Projeto social da Empresa de Energia Cachoeira Caldeirão  beneficiou mais de 1.300 estudantes do Amapá em 2019

Cerca de 1.300 alunos do 1º ao 5º ano da rede pública de ensino do Amapá foram beneficiados com kits escolares e ações educacionais e culturais em 2019 pelo projeto EDP nas Escolas, realizado pelo Instituto EDP, entidade responsável pelas ações socioambientais da Empresa de Energia Cachoeira Caldeirão e da Jari Energia.

 O programa, que é realizado em conjunto com as secretarias municipais de educação, promove ações de cidadania e de melhoria do ambiente escolar durante o período letivo, além de fornecer ferramentas para o aprendizado dos alunos, promover a integração de arte e energia e desenvolver a capacitação dos professores. Em todo o Brasil, mais de 9.500 alunos de 47 escolas foram beneficiados com o programa em nove estados.

O projeto realizou diferentes ações durante o ano. A primeira delas foi a entrega de kits escolares com os itens essenciais da rotina estudantil. Outra atividade foi o Concurso Arte com Energia, que neste ano teve como tema Nossa Energia para construir um futuro melhor e incentivou os alunos a refletirem sobre os ODS – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Os estudantes se reuniram em grupos e cada turma desenvolveu uma intervenção comunitária voltada à sustentabilidade, cidadania e educação, sendo incentivados a usar a fotografia como expressão artística para registrar cada ação.

Foram selecionadas 27 ações vencedoras de diversos estados do Brasil. Cada aluno foi premiado com um kit EDP, composto por camiseta, boné, squeeze e um jogo sobre os ODS, e os professores das turmas vencedoras receberam um fim de semana cultural em São Paulo, visitando museus e pontos turísticos da cidade. No Amapá, docentes e alunos da região de Laranjal do Jari participaram da programação com iniciativas sobre o descarte correto de lixo e conscientização das comunidades sobre o cuidado com o meio ambiente.

Outra etapa da iniciativa foi o Teatro nas Escolas, que na última semana percorreu diversos colégios participantes do programa nas regiões de Laranjal do Jari e Porto Grande.  O espetáculo “Transformando o nosso mundo”, da Cia OS KAKOS, abordou o tema Nossa energia para construir um mundo melhor em uma peça ambientada no ano de 2030. A companhia de circo apresenta um planeta sustentável, onde a pobreza e a desigualdade não existem mais. Caracterizadas por uma narrativa lúdica, personagens irreverentes e muita animação, as apresentações incentivaram as crianças a refletirem sobre como transformar o mundo em um lugar melhor para todos.

O EDP nas Escolas também instrui os educadores que ministram aulas nas escolas beneficiadas, fortalecendo suas competências socioemocionais e trazendo novos conteúdos sobre valores e cidadania, energia e consumo e gestão de resíduos sólidos, para que os professores façam dos alunos agentes multiplicadores do que é aprendido em sala de aula.

EDP nas Escolas

 Desde 2002 o programa EDP nas Escolas contribui para o desenvolvimento educacional nas áreas onde as empresas do grupo EDP atuam. O projeto já beneficiou mais de 200 mil estudantes dos estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Tocantins, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Ceará e Bahia com investimentos em torno de R$ 5 milhões.

 

Sobre  IEDP

Desde que foi fundado em 2008, o Instituto EDP investiu mais de R$ 100 milhões em projetos socioculturais, que beneficiaram cerca de três milhões de pessoas, em cerca de 400 programas espalhados por todo o País. Somente em 2018,  iniciativas apoiadas pela organização favoreceram 80 mil moradores das comunidades do entorno das áreas de atuação da Companhia. O Instituto EDP tem como responsabilidade estruturar os investimentos e as iniciativas sociais da EDP em frentes ligadas à valorização da Língua Portuguesa, à educação, ao desenvolvimento local com geração de renda, ao empreendedorismo e ao voluntariado, por meio do esporte, cultura e saúde.  

Comentar no Facebook !

Notícias Relacionadas