POLÍCIA CIVIL INDICIA FALSÁRIOS EM MACAPÁ

As duas pessoas acusadas pelo crime de estelionato alegavam que poderiam retirar multas aplicadas pelo Detran.

0 63

Nesta terça-feira, 16, a Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da 9° Delegacia de Polícia da Capital, indiciou na manhã LUIZ FELIPE TEIXEIRA ALENCAR, de 27 anos (preso do Iapen), e EDUARDA JULIANA SILVA AZEVEDO, de 19 anos, pelo crime de estelionato.

Segundo as investigações, os indiciados estariam aplicando golpes pela internet, desde o mês de outubro de 2018, se valendo do aplicativo de whatsapp, encaminhando mensagens fraudulentas a diversas pessoas, dizendo que poderiam retirar multas do Detran, o que não passava de um engodo para obter indevidamente patrimônio alheio.

O Delegado Titular daquela Delegacia, Nixon Kenedy, informou que o inquérito policial se desdobrou por meses de investigações, através de depoimentos, análise de conversas em meios de comunicação e pela apreensão do chip usado na ação criminosa, que estava em poder de Eduarda.

Os infratores encaminhavam também fotos de servidores do Detran, para dar credibilidade ao golpe, como se fosse o contato dentro do Órgão, fazendo com que as vítimas acreditassem na falsa promessa de que retirariam as multas.

Ainda segundo a Autoridade Policial, a ocorrência partiu da Delegacia de Defraudações de Brasília, no Distrito Federal, que recebeu a primeira denúncia do golpe, sendo iniciada e concluída a investigação neste Estado.

“O esquema criminoso só aufere vantagem ao infrator por que há pessoas, também mal intencionadas, tentando obter vantagem, o que poderia ensejar responsabilização, caso de fato as multas fossem alteradas do sistema do Detran”, destacou o Delegado.

Fonte Original Polícia Civil
Comentários
Carregando...