Polícia Civil desarticula associação criminosa e prende três investigados por um assalto com reféns em Laranjal do Jari

0 527

Neste domingo, 21, a Polícia Civil do Amapá, através da 1ª Delegacia de Polícia de Laranjal do Jari, realizou uma operação com o objetivo de desarticular uma associação criminosa e prender pessoas investigadas em um assalto com reféns, ocorrido no município, no último dia 14.

A ação resultou na identificação de seis pessoas envolvidas no fato criminoso, sendo, três delas, presas preventivamente.

De acordo com o delegado Estéfano da Silva, os três homens presos, Gabriel Castro Porto (22 anos de idade), Vitor Manuel Freitas de Oliveira (19 anos de idade) e Patrick Lima Moreira (23 anos de idade), confessam o crime, sendo responsáveis por entrar no imóvel, render e amarrar as vítimas, subtraindo cerca de R$ 43.000,00 (quarenta e três mil reais), jóias e roupas.

O crime foi planejado por Raul Lino de Araújo Bezerra (foragido), de 22 anos de idade, ex-funcionário de uma das lojas das vítimas e que conhecia todos os detalhes do imóvel.

Os criminosos contaram com o apoio do taxista Leandro Carvalho Pimenta (responde em liberdade), de 30 anos de idade, o qual foi levar e buscá-los. Raul ficou o tempo todo dentro táxi junto com Leandro, passando as instruções para os executores que estavam dentro do imóvel.

Wanderson Pimenta dos Reis (responde em liberdade), de 24 anos de idade, seria o responsável por repassar a parte do dinheiro do crime (que teria ficado todo com Raul) aos investigados que entraram no imóvel.

“Foi um crime bastante difícil de ser investigado, pois os indivíduos estavam mascarados, restando impossível a identificação deles por parte das vítimas.  Eles demonstraram uma frieza acima do comum, pois, mesmo após amarrarem as vítimas e subtraírem tudo que era possível, ainda fizeram uma refeição no imóvel, estendendo de forma impiedosa o pânico causado”, destacou o delegado.

Algumas jóias e quatro celulares foram recuperados. Todos os envolvidos foram indiciados por associação criminosa, roubo majorado pelo concurso de pessoas e pelo emprego de arma de fogo e cárcere privado.

Os três presos serão encaminhados ao Iapen.

Comentários
Carregando...