MORTE NO BRASIL NOVO EM MACAPÁ PODE TER SIDO UM LATROCÍNIO

Diácono de igreja foi morto após vender máquina de algodão doce na capital Macapá.

0 95

Foi por volta das 16h desta quarta-feira quando uma dupla de moto parou e disparou vários tiros em Marcelo Pereira que caiu no local, os acusados fugiram.

Populares chamaram o resgate, que imediatamente levaram a vítima para o HE da Capital, várias versões estão sendo contadas pela imprensa e por isso seus familiares vieram relatar o provável homicídio, já que Marcelo não reagiu.

“Meu irmão Marcelo Pereira passou pelo IAPEN à anos atrás por roubo, quando era jovem, foi preso, julgado, condenado e solto, adquiriu sua liberdade pela lei. Errou no passado, pagou pelos seus atos e reconstruiu a sua vida. Atualmente era Diácono na igreja, assessor de continuação da Prefeitura de Vitoria do Jari, alem de ser um micro empreendedor, tendo um mini parque de diversão, veio a Macapá com uma comitiva de Vitória do Jari.

Na ocasião foi vender uma de suas máquinas de algodão doce, os relatos que temos é que ao receber o dinheiro foi acompanhado por uma X pessoa até o ponto de ônibus, onde foi alvejado, pelo que acreditamos ser uma tentativa de assalto e não queima de arquivo como a mídia amapaense esta propagando.

É importante que a “MÍDIA AMAPAENSE DEIXE A POLICIA CIVIL REALIZAR E INVESTIGAR”, para comprovação dos fatos, “E NÃO DIVULGAR NOTICIAS FALSAS”, pois o meu irmão fez a venda desta máquina por R$ 500,00, o qual foi entregue por ele ao bombeiro do SAMU, que devolveu a família.

O celular dele está desaparecido, por isso pedimos investigação.
“Para a sociedade quando um ex-detento vai ter sua cidadania estabelecida? porque Marcelo reconstruiu sua vida, porém por um erro do passado, está sendo difamado atá na hora de sua morte. ISSO NÃO FOI UM ACERTO DE CONTAS.”

Exigimos respeito a dor da família, relatou a família indignada com o caso, que até o momento está sem suspeito da autoria do crime.

Mãe de Marcelo fala no vídeo abaixo!

Comentários
Carregando...