Defensoria realiza primeiro mutirão de atendimentos jurídicos em Santana

Ação aconteceu na manhã de sábado, 3, em uma escola próximo à Comunidade do Ambrósio.

0 474

Pela primeira vez, a Defensoria Pública do Estado do Amapá (DPE-AP) realizou um multirão de atendimentos jurídicos no município de Santana. O local escolhido foi uma escola localizada próximo à Comunidade do Ambrósio, uma dos locais com maior número de habitantes do município. O mutirão ocorreu de 8h às 12h. Nesse período foram feitos 89 atendimentos e 86 agendamentos.

Segundo o defensor-geral do Estado, Diogo Grunho, a ação em Santana foi um pedido dos moradores da Comunidade do Ambrósio. “Após esse pedido, a nossa equipe de defensores se reuniu com a comunidade através da associação de moradores para fazer o levantamento das demandas das áreas de atendimento pra comunidade e hoje [sábado] estamos aqui com toda a equipe para prestar esses atendimentos”, explicou Grunho.

A costureira Edna Penha Ribeiro, procurou a ação para tentar resolver um problema referente ao recebimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) do filho, que faleceu há dois meses. Ela procurou a Caixa Econômica Federal, instituição financeira que administra o fundo, porém, a demora em resolver a questão a levou a procurar os meios jurídicos.

“Estou esses meses tentando receber o valor a que ele teria direito. Fiquei sabendo da ação e vim pra pedir apoio da defensoria. Já não basta a dor de ter perdido meu filho de uma forma trágica, ainda tenho que enfrentar toda essa burocracia pra receber o valor que ele teria direito”, relatou, emocionada, a costureira.

Não foi somente os moradores do Ambrósio que receberam atendimento durante a ação. A assistente administrativo Elisângela Freitas, moradora do bairro Comercial, procurou o local atrás de atendimento na área de família.

“É importante este tipo de ação, principalmente para a gente que trabalha durante a semana e que não tem muito tempo pra correr atrás dessas questões.  Cheguei aqui, fui atendida e já agendei o próximo atendimento. A ação foi essencial, pois tenho certeza de que vou resolver essa questão do meu filho”, comentou.

Fonte Original GEA
Comentários
Carregando...