Comunidade Restaurativa: projeto do MP-AP e TJAP promove mutirão de limpeza na comunidade do Ambrósio

0 496

O projeto “Comunidade Restaurativa” realizado pelo Ministério Público do Amapá (MP-AP) e Tribunal de Justiça do Estado (Tjap) promoveu, na manhã deste sábado (17), um mutirão de limpeza na área de ressaca da Área Portuária, a comunidade do Ambrósio, localizada em Santana. A ação foi efetivada em parceria com a Prefeitura de Santana, Associação de Moradores da Comunidade do Ambrósio, Batalhão Ambiental, Polícia Militar, Escola militar, Exército, ESC Ambiental, Defesa Civil do Estado, SESI e Amcel, dentre outros parceiros do poder público e iniciativa privada.

Equipe Núcleo

O projeto Comunidade Restaurativa é desenvolvido pelo Núcleo de Mediação, Conciliação e Práticas Restaurativas do MP-AP e Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Santana, e conta com a parceria de instituições públicas e privadas do município.

 

Equipe Tjap

Segundo a juíza Carline Negreiros, titular do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Santana, em dois anos de atuação na área do Ambrósio foram oferecidos diversos cursos às lideranças locais, como Justiça Restaurativa; fabricação de biojoias (em parceria com a Escola de Pesca); automaquiagem (em parceria com a empresa Top Internacional), além da participação das crianças no projeto social Cidadão Mirim, desenvolvido pelo Batalhão Ambiental da Polícia Militar.

Dra SilviaPara a coordenadora do Núcleo de Mediação, Conciliação e Práticas Restaurativas do MP-AP, promotora de Justiça Sílvia Canela, a comunidade foi escolhida pelos desafios que existentes como alto índice de violência, dentre outras dificuldades que eles enfrentam.”Viemos com o objetivo de trabalhar as práticas restaurativas, iniciamos e percebemos que poderíamos fazer mais. Começamos a buscar as parcerias e a organizar os cursos para a comunidade, e foi então que tivemos a ideia de fazer uma limpeza porque posteriormente iremos fazer uma outra etapa que é um projeto de pintura Arte na Comunidade”, informou.

Presidente Associação Ambrósio

O presidente da Associação de Moradores do Ambrósio, Benedito Barreto Sá, falou que está muito feliz porque com a ação de limpeza está sendo possível resgatar a confiança de muitos integrantes da comunidade para que possam acreditar no interesse das instituições públicas e mostrar que algo está sendo feito por eles. “Hoje, através do projeto Comunidade Restaurativa começou a dar uma reduzida na criminalidade. Nós só temos a agradecer ao Ministério Público, Tribunal de Justiça e outros parceiros que vieram trazer um pouco de dignidade para o nosso povo”, agradeceu o presidente.

  Exército“A gente percebe que muitas pessoas desejam contribuir, muitas estão contribuindo e agregando e só precisam de uma oportunidade para ajudar o próximo. No decorrer deste trabalho eu posso dizer que tenho certeza absoluta de que o mundo está cheio de pessoas boas, o mundo está repleto de pessoas que têm o desejo de contribuir e transformar para melhor. Não precisamos ficar esperando que acabe a crise, não precisamos esperar que venha um salvador, nós só precisamos que cada um faça aquilo que é capaz de fazer, e quando a gente percebe é feita uma grande transformação”, manifestou Sílvia Canela.

Voluntários

A ação deste sábado (17) foi realizada em 1/3 da área, com continuidade prevista para o próximo mês de setembro. Posterior à limpeza, será feita a pintura das casas, estimadas em 2 mil moradias que abrigam uma população de aproximadamente 10 mil habitantes, visando a revitalização do local e, consequente melhora na autoestima dos moradores.

Serviço:

Gilvana Santos
Assessoria de Comunicação do MP-AP
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: asscom@mpap.mp.br

Fonte Original Ministério Público do Amapá
Comentários
Carregando...