CEA alerta sobre os riscos de soltar pipas próximo à rede elétrica

Nos últimos 12 meses, companhia registrou 121 ocorrências da prática, que, além da interrupção no fornecimento de energia, pode levar à morte.

0 12

Durante os meses de junho e julho as brincadeiras com pipa se intensificam, principalmente, durante as férias escolares. Embora sejam divertidas e deem um tom colorido ao céu, elas também podem se tornar um grave problema quando a prática ocorre próximo à rede elétrica, gerando risco de acidentes.

Nos últimos 12 meses, a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) registrou 121 ocorrências de desligamento relacionadas diretamente às linhas de pipa enroscadas nos cabos da rede de distribuição.

Além da interrupção no fornecimento, há o risco de descarga elétrica em crianças e adultos que se arriscam em resgatar o brinquedo quando a linha está enroscada na rede e em postes. De acordo com o gerente de Segurança no Trabalho e Medicina da CEA, Marconi Cruz, o material usado na confecção das pipas é, em grande parte, condutor de eletricidade e, combinado ao uso do cerol, pode provocar curtos-circuitos.

“A linha encerada provoca o rompimento dos cabos e pode causar um acidente fatal. Também é muito perigoso encostar objetos como arame, correntes, cabo de aço, bambu, barra de ferro e madeira na rede. A orientação é que a criança ou adulto nunca tente pegar a pipa quando enroscada na fiação”, alerta Marconi.

O gerente também orienta que não se deve tentar resgatar o brinquedo nas áreas de subestação e nem subir em árvores, muros e lajes próximas aos fios da rede, pois, além do risco de queda, a possibilidade de choques elétricos é ainda maior.

Para uma brincadeira segura, a Companhia orienta que as pipas sejam empinadas em áreas abertas como praças, campos de futebol e em ambientes distantes da rede. Em caso de acidentes, deve-se acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros pelos números 193 ou 190.

Fonte Original GEA
Comentários
Carregando...