Casos de dengue e chikungunya reduzem em mais de 70% no Amapá

 Casos de dengue e chikungunya reduzem em mais de 70% no Amapá

Foto: Karol Levy/Sesa. SVS divulgou o balanço dos registros das doenças relacionadas com o Aedes

Dados são do comparativo dos anos de 2018 e 2019. Outra doença transmitida pelo Aedes aegypti é o zika vírus que teve queda 45% nos registros.

O fortalecimento das ações preventivas e de combate as doenças relacionadas ao mosquito Aedes aegypti no Amapá resultaram na redução nos casos de dengue (75,5%), chikungunya (77,2%) e zika vírus (45%).

Esse levantamento é do novo boletim epidemiológico divulgado pela Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS). O comparativo é entre os anos de 2018 e 2019.

De acordo com os dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), foram 183 casos confirmados de dengue em 2019. A redução representa 75,5%, sendo que em 2018 foram 754 registros.

Os casos confirmados de chikungunya marcaram queda de 77,2%. Em 2019, foram 41 pessoas que tiveram a doença. Já no ano anterior os registros confirmam 180 casos.

Zika vírus atingiu 9 casos no ano passado para 17 em 2018, o que representa redução de 45%.

Orientações

Evitar a proliferação do mosquito ainda é a melhor prevenção. Veja cuidados que todos devem ter dentro e fora de casa.

Cuidados contra o Aedes aegypti para dentro do lar:

  • Tampe os tonéis e caixas d’água
  • Mantenha as calhas sempre limpas
  • Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo
  • Mantenha lixeiras bem tampadas
  • Deixe ralos limpos e com aplicação de tela
  • Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia
  • Limpe com escova ou esponja os potes de água para animais
  • Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa

Cuidados contra o Aedes na parte externa de casas, apartamentos e condomínio

  • Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem
  • Limpe ralos e canaletas externas
  • Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água
  • Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água
  • Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa

Campanhas

Foram mantidos os reforços às equipes de saúde dos municípios com agentes de endemias, contratados pelo Governo do Estado. Em Macapá, a SVS promoveu uma série de visitas a instituições de ensino.

Nas escolas, ocorreram atividades como palestras de conscientização, atividades lúdicas e entrega de material informativo, com o objetivo de tornar as crianças multiplicadoras nas famílias das orientações de educação ambiental e de prevenção.

“O Governo do Estado chama a população a mais uma vez a ser parceira no combate ao Aedes e na promoção de ambientes saudáveis para melhorar a vida de nossa gente”, destacou o superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia.

Para Malafaia, é necessário a ajuda de todos para o trabalho de prevenção e combate. “As medidas devem ser tomadas por todos nós, para que o Amapá continue a ser um exemplo nacional de combate à dengue e outras doenças”, completou.

Aplicativo 

Em 2019, o Governo do Amapá também lançou o aplicativo de celular “Caça ao Mosquito”, desenvolvido em parceria com a Prodap com o objetivo de ajudar a população a denunciar locais onde existem focos do mosquito Aedes Aegypti no Estado.

Fonte: Governo do Estado do Amapá

Comentar no Facebook !

Notícias Relacionadas